F1: Sainz tem a estratégia para garantir uma vaga em 2025, “ou você tem essas qualidades, ou não se destaca”

Não é novidade para ninguém que Carlos Sainz irá deixar a Ferrari ao final de 2024. O espanhol está em busca de um assento entre as equipes no grid, e a competição é acirrada. No entanto, o espanhol está empenhado para garantir um lugar.

A saída de Sainz da Ferrari se deve porque o espanhol será substituído pelo heptacampeão Lewis Hamilton, em 2025. As vagas na Red Bull e na McLaren estão preenchidas, e apesar de ter um assento sobrando, a Mercedes não parece interessada em um contrato com o espanhol. Não por considerá-lo inapto para a vaga, mas porque estão focados em Kimi Antonelli, piloto júnior da Mercedes. No entanto, as opções para o piloto não acabaram. A Williams já demonstrou grande interesse em trazer Sainz para a equipe.

O piloto espanhol foi questionado como ele definiria seu estilo como piloto, ao que ele respondeu: “Essa é uma pergunta que eu nunca respondo. Porque agora eu saio daqui, ‘cara, olha, eu sou um cara agressivo, um cara que ultrapassa bem ou que se defende bem’, eu pareço arrogante, cara. Se você quer saber minhas qualidades, pergunte às pessoas que trabalharam comigo e elas dirão o que acham que são minhas qualidades como piloto.”

Sainz acredita que, para garantir um assento, é necessário ter todas as qualidades necessárias e se destacar com elas. “Existem pilotos mais agressivos, mais inteligentes, mais loucos, que assumem mais riscos, menos riscos. Eu diria que há cada vez menos diferenças, todos nós somos mais completos, e, ou você é completo hoje na F1 e é agressivo quando precisa ser, inteligente quando precisa ser, rápido quando precisa ser, ou é impossível se destacar,” ele disse.

“Hoje em dia na F1 há poucos de nós, mas você tem que ter um certo perfil para poder se destacar e, ou você tem todas essas qualidades, ou não se destaca,” concluiu Sainz.