F1: Sainz ignora pressão e quer escolher nova equipe com calma

Carlos Sainz colocou o ‘pé no freio’ na ansiedade de algumas equipes da Fórmula 1. O espanhol, um dos pilotos mais cobiçados do mercado para 2025, afirmou que não se deixará pressionar na hora de escolher sua nova casa.

Sainz é alvo de times como Williams, Sauber/Audi, e recentemente, Alpine. A decisão do atual piloto da Ferrari terá impacto significativo em todo o grid, já que a definição de seu futuro pode desencadear uma série de mudanças.

Após conquistar o terceiro lugar no GP da Áustria, Sainz destacou que quer aproveitar ao máximo o momento com a Ferrari, mesmo com a saída confirmada para o final deste ano.

“Como eu disse antes, essa pressão não vai me afetar em uma tarde de domingo depois de um pódio que queremos festejar”, afirmou Sainz à imprensa.

“Às vezes, como George (Russell) disse, pegamos leve em momentos como esses pódios, celebrando, vestindo o macacão da Ferrari… Eu estava pensando em curtir esse momento, porque quem sabe quando será a próxima vez?”, acrescentou.

Sainz deixa claro que a prioridade agora é aproveitar as conquistas com a Ferrari, sem se importar com a impaciência de algumas equipes. “É importante para mim também aproveitar este momento de estar no pódio.”

Desde a confirmação da chegada de Lewis Hamilton na Ferrari em 2025, Sainz vem demonstrando cautela na escolha de sua nova equipe. A decisão é estratégica, pois o time escolhido para o ano que vem provavelmente será o mesmo que o abrigará na estreia do novo regulamento da categoria em 2026.

O espanhol quer analisar todas as opções com calma para garantir a escolha certa. Ele avisa às equipes interessadas que a impaciência não o fará acelerar o processo.

“Vou ser honesto e direto com as equipes, mas é uma decisão tão importante para mim que vou levar todo o tempo que eu precisar”, disse Sainz. “Se houver equipes que não podem esperar ou estão um pouco impacientes, não posso fazer nada a respeito. É o meu futuro, a minha decisão, e vou tentar ser o mais honesto possível com todos e ter o tempo que eu preciso”, completou o piloto espanhol.