F1: Sainz criticou comissários por não punir Hamilton após quase toque entre ambos

Carlos Sainz não escondeu sua insatisfação após o GP da Espanha de Fórmula 1. O piloto da Ferrari questionou a decisão dos comissários da prova em relação a uma ultrapassagem feita por Lewis Hamilton, logo o início da corrida.

No momento da referida ultrapassagem, Hamilton tentou uma manobra ousada para superar Sainz na primeira curva. O britânico conseguiu a sexta posição, e posteriormente, conquistou seu primeiro pódio da temporada terminando a prova em P3.

Sainz, porém, considera que a manobra de Hamilton deveria ter sido investigada. “Acho que ele me forçou a sair da pista. Eu estava meio carro na frente. Normalmente, a regra diz que, se você está na frente pelo lado de fora, o outro piloto precisa dar espaço. É assim que os comissários têm aplicado a regra esse ano”, reclamou Sainz.

“Eu estava tentando me beneficiar dessa regra, porque é assim que eles têm feito. Não estou dizendo que ele estava pilotando de forma suja, só queria que a regra fosse aplicada como tem sido durante toda a temporada”, afirmou o espanhol.

Sainz terminou a corrida na sexta posição. Vale ressaltar que, em outro incidente, Sainz e seu companheiro de equipe, Charles Leclerc, também tiveram um ‘desentendimento’ durante o GP da Espanha, que também não resultou em nenhuma investigação ou penalidade.