F1: Russell diz que Mercedes ouviu opinião dos pilotos para construir o W15

George Russell afirmou que o novo W15 da Mercedes foi desenhado levando em consideração suas opiniões, mas principalmente, os desejos de seu ainda companheiro de equipe, Lewis Hamilton.

A equipe alemã busca voltar ao topo, após um período de dificuldades sob as novas regras da Fórmula 1. Com apenas uma vitória em 2022 (no GP de São Paulo, com Russell) e um segundo lugar no campeonato de construtores em 2023, a Mercedes apostou em um carro totalmente reformulado para desafiar a Red Bull este ano.

Em entrevista à imprensa, Russell comentou sobre o novo carro: “Acho que tivemos um bom começo, mas no final, só uma coisa importa: O tempo de volta. Lewis e eu colocamos muito esforço em direcionar a equipe para o caminho que queremos seguir.”

“Obviamente, com a experiência de Lewis, grande parte do carro foi projetado de acordo com seus desejos. Isso inclui a posição de pilotagem mais recuada do que no ano passado, os sidepods inspirados na Red Bull e uma barra de direção ligeiramente diferente. É positivo que a equipe tenha nos ouvido, mas precisamos ver se isso se traduz em resultados”, disse ele.

Russell também confirmou que suas próprias sugestões foram consideradas pela equipe: “Claro. Confio nos projetistas e aerodinamicistas. Não sou especialista em aerodinâmica, e o trabalho do piloto é maximizar o que lhe é dado. Lewis e eu fomos bem claros nos últimos dois anos sobre as limitações que enfrentávamos. Tínhamos comentários muito semelhantes, embora expressados de formas ligeiramente diferentes. Ele falava muito sobre a posição de pilotagem, e eu sobre a instabilidade traseira. Acreditamos que esse problema foi resolvido, talvez por causa de várias mudanças implementadas, mas nunca existe uma solução mágica”, finalizou o piloto britânico.