F1: Russell diz que Mercedes é o 4º time atualmente

George Russell acredita que a Mercedes precisa aceitar sua posição atual na Fórmula 1, reconhecendo que a equipe está no momento como a quarta força do campeonato.

Desde a adoção do conceito de efeito solo em 2022, a equipe alemã vem sofrendo com desempenhos abaixo do esperado. A era de domínio da Mercedes, que conquistou oito títulos consecutivos de construtores, chegou ao fim.

“Precisamos aceitar que P7 e P8 é onde estamos”, disse Russell à imprensa. “Está bem claro agora, quais mudanças precisamos fazer no carro para melhorá-lo. Tínhamos certos problemas no ano passado. A equipe trabalhou duro para corrigi-los, mas acho que exageramos e fomos longe demais”, acrescentou.

Em 2024, a equipe mudou o conceito do carro, mas perdeu rendimento em relação a 2023, ficando atrás de Ferrari e McLaren. Russell acredita que a Mercedes foi na direção contrária ao tentar resolver os problemas do carro anterior.

“Os problemas que Lewis (Hamilton) e eu enfrentamos no ano passado estavam relacionados à traseira instável”, disse Russell. “Agora, de repente, estamos lutando para contornar o carro em curvas de baixa velocidade, com a frente perdendo aderência.”

“Portanto, acho que fomos longe demais na direção oposta, e precisamos encontrar um meio-termo entre o que tínhamos no ano passado e o que temos agora”, finalizou o britânico.