F1: Russell afirma que carro da Mercedes ainda precisa de ajustes

George Russell conquistou a quarta colocação na corrida Sprint do GP da Áustria de Fórmula 1. Apesar de perder uma posição na largada para Carlos Sainz, o britânico conseguiu ultrapassar o espanhol e manteve sua posição de largada.

“Assim que ultrapassei Carlos, não tinha mais energia suficiente na bateria, então não pude usar o DRS para atacar por algumas voltas”, afirmou Russell sobre a largada. Mesmo sem conseguir pressionar as duas McLarens à sua frente, o piloto da Mercedes se mostrou otimista. “No fim, a McLaren ainda parece estar um pouco à frente, mas é bom ver que estamos aparentemente mais rápidos que a Ferrari no momento”, disse o britânico.

Russell também teve um lugar privilegiado para assistir a uma emocionante disputa na pista. Lando Norris pressionou Max Verstappen logo no início, e após algumas investidas, conseguiu surpreender o holandês com uma ultrapassagem ousada na curva 3. Verstappen, no entanto, rapidamente retomou a posição na curva seguinte, sem contar com o auxílio do DRS. “Eu estava assistindo a luta de Lando e Max. Foi divertido por algumas voltas”, comentou Russell.

Apesar de satisfeito com o desempenho, o piloto britânico reconhece a necessidade de ajustes no carro da Mercedes. “Faremos algumas mudanças, mas acho que o carro está em uma boa posição”, disse Russell. Ele admite a diferença para a Red Bull e McLaren: “Já vi isso em Barcelona. Estávamos cerca de um décimo e meio atrás de Lando e Max, e parece ser assim novamente neste fim de semana”, concluiu.

Mesmo ciente da vantagem dos rivais, Russell chega confiante para a sessão de classificação para o GP de domingo.