F1: Renault abre possibilidade de retomar negociações com Andretti

A Renault não descarta a possibilidade de retomar as negociações com a Andretti sobre a ajuda para o ingresso da equipe na Fórmula 1. Em outubro passado, um acordo preliminar de fornecimento de motores entre a Renault e a Andretti, que contava com a Alpine, expirou devido à dificuldade da Andretti em obter uma entrada oficial na F1.

A situação da Andretti, no entanto, teve um impulso positivo em novembro, quando a General Motors, parceira da Andretti, registrou-se oficialmente como fornecedora de motores de F1 para 2028, utilizando a marca Cadillac. Isso significa que a Andretti precisaria de um motor cliente apenas até essa data.

Bruno Famin, chefe interino da Alpine, expressou abertura para retomar as conversas com a Andretti e a General Motors. “Falamos com a Andretti e a General Motors e, se eles começarem, ficaremos felizes em retomar as discussões”, disse Famin. Ele esclareceu que, embora o acordo preliminar tenha expirado devido aos atrasos no processo, a Alpine estaria disposta a sentar à mesa novamente para encontrar uma solução comum.

A situação revela a complexidade do ingresso de novas equipes na Fórmula 1, especialmente no que diz respeito ao fornecimento de motores. A entrada da Andretti, uma equipe com apoio substancial da General Motors, poderia trazer uma nova dinâmica para o grid da F1, e a Renault pode desempenhar um papel crucial nesse processo até que a Andretti esteja pronta para usar os motores Cadillac em 2028.