F1: Pérez critica desempenho na classificação, mas confia em recuperação no GP da Espanha

Após duas sessões de classificação dramáticas, Sergio Pérez, piloto da Red Bull, conseguiu chegar ao Q3 no Grande Prêmio da Espanha de F1, alcançando a 8ª posição. No entanto, o piloto mexicano começará de fora do top 10 devido a uma penalidade de três posições no grid pendente da corrida no Canadá. Como resultado, Pérez não ficou totalmente satisfeito com seu desempenho no sábado em Barcelona.

Para começar com o positivo, Pérez comentou: “Sim, eu acho que estávamos encontrando a luz no fim do túnel.” Ele, no entanto, expressou arrependimento por ter perdido tempo no setor final da classificação. “Acho que poderíamos ter estado muito mais próximos. Tínhamos apenas um único conjunto, então isso tornou as coisas um pouco complicadas. O vento mudou um pouco. Mas, no geral, acho que estivemos um pouco longe demais neste fim de semana,” disse ele.

Nas últimas semanas, Pérez tem trabalhado intensamente, inclusive na fábrica da Red Bull, para ajustar seu carro. “Sinto que demos alguns bons passos, o que me fez sentir um pouco mais confortável. As margens são tão pequenas, acho que para realmente encontrar esses décimos, eu precisava da progressão, e não tive a progressão durante o fim de semana. Então vamos trabalhar nisso e esperamos que amanhã, vamos trabalhar nisso,” acrescentou.

Apesar das dificuldades na classificação, Pérez está confiante para a corrida de domingo. “Temos um bom carro de corrida, trabalhamos muito nisso também. Então, comprometemos um pouco a classificação para, esperançosamente, uma boa degradação dos pneus. Acho que precisávamos ser realmente bons e fortes nesse aspecto. Então amanhã vai ser uma tarde longa. Esperançosamente, somos capazes de ultrapassar as pessoas à frente rapidamente e fazer progresso no início da corrida,” concluiu o piloto mexicano.