F1: Norris animado para duelo com Verstappen

Lando Norris, piloto da McLaren, está empolgado com a chance de finalmente brigar pela vitória em um duelo ‘mano a mano’ contra Max Verstappen no GP da Espanha de Fórmula 1.

Verstappen chegou a liderar a sessão de classificação em Barcelona, mas Norris cravou a ‘volta perfeita’ para superar o holandês por apenas 0.020 segundos. O britânico vai largar na pole position, buscando sua segunda vitória na carreira.

Mesmo tendo que se preocupar com Verstappen em seu retrovisor, Norris demonstra ‘animação’ pela rara oportunidade de lutar contra o atual campeão.

Perguntado se estava ansioso por um duelo com Verstappen, Norris respondeu: “Espero ter uma boa largada e controlar a corrida a partir daí, mas com certeza vou enfrentar pressão e terei que tomar decisões na hora. Sim, estou ansioso por isso. Gosto de correr contra qualquer um. Provavelmente Max é o piloto que menos enfrentei na pista, porque ele sempre esteve muito à frente.”

“Mas estou feliz de estar lá agora, e com certeza, seja eu ou ele em primeiro na curva 1, vai ser uma briga até o final da corrida. Estou animado e ansioso. Não tive muitas oportunidades assim. Quando tive, normalmente era um segundo ou mais de diferença, mas não é mais o caso. Então, estou animado para correr contra ele e me divertir um pouco”, acrescentou.

Norris e Verstappen dividirão a primeira fila em Barcelona. No entanto, com menos de quatro décimos separando os seis primeiros pilotos no grid, Norris sabe que ele e Verstappen podem não estar sozinhos na briga pela vitória.

“Não estou preocupado”, disse ele. “Estou animado. É uma longa reta até a curva 1 e é uma boa oportunidade para tentarmos vencer a corrida. Não fizemos muitos treinos longos, fizemos alguns, e acho que estávamos próximos como sempre. Acho que entre Mercedes, McLaren, Red Bull e Ferrari, há oito carros que provavelmente poderiam ter conquistado a pole e ter chance de vencer a corrida. Trata-se de cometer o mínimo de erros e apenas tentar executar outra boa corrida como costumamos fazer”, encerrou o piloto britânico.