F1: Mudança de Era na Red Bull? Honer fica, Marko e Newey saem, Verstappen na Mercedes

Reformulação na Red Bull: o palpite de Berger sobre quem sai e quem fica na Red Bull

Gerhard Berger, ex-piloto de F1, fez previsões ousadas sobre o futuro da Red Bull Racing em uma entrevista ao F1-Insider. Berger, considerado um grande amigo de Helmut Marko, sugeriu que “Horner fica, Helmut Marko e Adrian Newey saem e Max vai para a Mercedes”. Essas declarações vêm em um momento em que rumores sugerem uma divisão interna significativa na equipe, com o co-proprietário tailandês da Red Bull e Christian Horner de um lado, e a sede austríaca da Red Bull GmbH do outro.

A tensão na equipe é notável, conforme destacado por Jos Verstappen em declarações ao Mail Sport: “Haverá tensão aqui enquanto ele permanecer em sua posição. A equipe está em perigo de se desfazer. Isso não pode continuar assim. Vai explodir. Ele está se fazendo de vítima, enquanto ele é quem está causando os problemas”. Esses comentários refletem a crescente preocupação com a coesão da equipe e o foco no desempenho na Fórmula 1.

Curiosamente, Christian Horner não foi convidado para a festa de aniversário de Jos Verstappen, uma ocasião que viu a presença de outros membros de alto escalão da Red Bull. Este evento foi realizado em um hotel de luxo em Dubai e contou com a presença de Max Verstappen, seu gerente Raymond Vermeulen e Helmut Marko. A ausência de Horner e Max em eventos familiares um do outro sugere tensões subjacentes, embora essas ausências possam não ser imediatamente significativas.

As previsões de Berger e os comentários de Verstappen pai pintam um quadro de incerteza e potencial mudança na Red Bull Racing. A possibilidade de Max Verstappen mudar para a Mercedes adicionaria uma nova dinâmica intrigante à Fórmula 1, especialmente considerando as atuais tensões e alinhamentos dentro da equipe Red Bull.