F1: Mercedes dissipa mal-entendido sobre troféu de Hamilton na premiação da FIA

A Mercedes respondeu às especulações em torno do troféu de Lewis Hamilton por seu terceiro lugar no Campeonato de Pilotos da Fórmula 1 em 2023, dissipando rumores de que o piloto teria descartado o prêmio ainda durante a cerimônia de premiação da FIA.

Recentemente, a relação entre a FIA e a Mercedes ficou tensa devido a uma investigação sobre o chefe da equipe, Toto Wolff, e a Diretora Administrativa da F1 Academy e esposa de Toto, Susie Wolff, em relação a alegadas queixas de conflito de interesse e troca de informações que seriam confidenciais. A investigação foi encerrada pela FIA apenas dois dias após o anúncio de sua abertura, sem nada de errado ter sido encontrado.

Hamilton críticou duramente a maneira como a FIA conduziu a situação, e ainda questionou o comprometimento da entidade com a sustentabilidade, realizando a premiação em Baku em vez de Paris, que exigiria viagens muito menores de todos os envolvidos.

Após Hamilton deixar seu troféu no palco, surgiram especulações de que isso seria um protesto contra a FIA, chegando até a surgir alegações de que o britânico teria posteriormente presenteado um fã com o troféu.

Porém, logo a Mercedes esclareceu a situação em um comunicado, afirmando que imediatamente após deixar o palco, Hamilton aceitou a oferta dos oficiais para que o troféu fosse enviado à equipe, não o presenteando a ninguém, como foi especulado.

O troféu de terceiro lugar de Hamilton reflete seus esforços na temporada de 2023, onde o sete vezes campeão não conseguiu nenhuma vitória pela segunda temporada consecutiva. A Mercedes, enfrentando desafios com o RB19 da Red Bull, expressou confiança em trazer Hamilton de volta à disputa pela vitória na próxima temporada com um novo conceito de carro.