F1: Marko mantém silêncio sobre possível saída de Horner da Red Bull

Red Bull inicia investigação independente, enquanto Horner nega acusações

A Red Bull Racing, uma das equipes de maior sucesso na Fórmula 1, encontra-se no centro de uma controvérsia envolvendo seu chefe de equipe, Christian Horner. Após o anúncio da mudança de Lewis Hamilton para a Ferrari na semana passada, outra notícia bombástica promete agitar o mundo da F1: Horner é suspeito de exibir comportamento transgressivo. Diante das alegações, a Red Bull afirmou estar levando o caso muito a sério e iniciou uma investigação independente sobre o assunto.

Christian Horner, que tem uma longa trajetória com a equipe e é o chefe executivo mais antigo da Fórmula 1, nega completamente as acusações. Circulam rumores de que a equipe até solicitou que Horner se demitisse voluntariamente, mas ele se recusou. Ainda não está claro quem ou o que está por trás das alegações.

Helmut Marko, conselheiro da Red Bull e conhecido por suas opiniões francas, optou por não comentar sobre as investigações ou as alegações. Em uma conversa telefônica com a Motorsport-Total, ele se limitou a dizer: “Não estou dizendo nada sobre isso”. A postura de Marko reflete a delicadeza da situação e a abordagem cautelosa da equipe enquanto a investigação está em andamento.

Este desenvolvimento representa um momento desafiador para a Red Bull, uma equipe que tem desfrutado de grande sucesso na pista, mas agora deve navegar pelas complicações de uma controvérsia significativa fora dela. A comunidade da F1 aguarda ansiosamente por mais informações à medida que a investigação progride.