F1: Leclerc lidera o último dia de testes no Bahrein para a Ferrari

Charles Leclerc garantiu que a Ferrari terminasse o último dia de testes de pré-temporada de 2024 como a mais rápida. O piloto monegasco utilizou os pneus compostos C5, os mais aderentes da gama da Pirelli desta temporada, para registrar um tempo de 1:30.332s, ficando apenas três décimos atrás do tempo mais rápido dos testes – de Max Verstappen no dia 1.

A Mercedes escondeu seu ritmo durante os três dias, mas um sprint final com o pneu C4 permitiu que George Russell subisse para o segundo lugar na classificação, apenas 0.046s atrás de Leclerc.

Antes da última bandeira vermelha, a Stake F1 emergiu como uma surpresa com Guanyu Zhou marcando um tempo apenas três décimos atrás, utilizando o mesmo composto que Russell.

Verstappen manteve-se dentro de quatro décimos de Leclerc com o C3, que será o pneu mais macio disponível para as equipes no Grande Prêmio do Bahrein no próximo fim de semana.

Esse quarteto assumiu dos respectivos companheiros de equipe para a última tarde, que ocorreu enquanto a corrida em pista ainda era viável depois que o almoço foi cancelado.

Pelo segundo dia consecutivo, houve uma paralisação prolongada para resolver um problema com uma tampa de dreno que se soltou na aproximação da curva à esquerda em subida na Curva 11.

Nessa ocasião, a bandeira vermelha foi acionada menos de meia hora após o início, quando Sergio Perez passou sobre a zebra, resultando em um atraso que durou mais de uma hora no total.

Daniel Ricciardo não conseguiu mostrar o prometido pela RB devido à interrupção, mas o companheiro de equipe Yuki Tsunoda subiu para o quinto lugar com o C5, 0.453s atrás de Leclerc.

A Williams foi a única equipe no grid a ter um piloto correndo o tempo todo, com Alex Albon registrando 1:30.984s enquanto adicionava importantes 121 voltas ao FW46.

A McLaren teve sua participação limitada ainda mais devido a um problema suspeito na embreagem que limitou Lando Norris a apenas 20 voltas antes de entregar o MCL38 para Oscar Piastri.

Piastri conseguiu produzir um esforço respeitável com o composto C3, terminando a apenas três décimos do melhor tempo de Verstappen no mesmo composto.

O australiano, entrando em sua segunda temporada na F1, ficou à frente de Fernando Alonso, com Carlos Sainz, que detém o tempo mais rápido dos testes, sendo o piloto mais bem colocado da manhã.

Perez concluiu sua preparação com a Red Bull entre os 10 primeiros, à frente de Nico Hulkenberg, que mostrou algum potencial pela Haas após focar em corridas longas anteriormente.

Enquanto isso, Lewis Hamilton ficou em 12º lugar, apesar de registrar seu melhor tempo no composto C5, 1.6s atrás da marca de Leclerc em um composto idêntico.

Lance Stroll ficou em 13º pela segunda Aston Martin, à frente de Norris. A corrida de testes discreta da Alpine continuou com Pierre Gasly e Esteban Ocon em 15º e 17º, respectivamente.

Kevin Magnussen dividiu os dois carros da Alpine para a Haas, com Valtteri Bottas sendo limitado a 28 voltas enquanto a Stake fechava sua garagem pela manhã.

Ricciardo, que acumulou 70 voltas pela RB no composto mais duro C1, fechou a ordem, com os carros voltando à pista para o grande prêmio de abertura de 2024.

Confira a tabela de tempos do último dia de testes da F1 no Bahrein:
1. Charles Leclerc, Ferrari, 1m30.322s, C4 – 74 voltas
2. George Russell, Mercedes 1m30.368s, C4 – 67 voltas
3. Guanyu Zhou, Stake, 1m30.647s, C4 – 85 voltas
4. Max Verstappen, Red Bull, 1m30.755s, C3 – 66 voltas
5. Yuki Tsunoda, RB, 1m30.775s, C4 – 53 voltas
6. Alexander Albon, Williams, 1m30.984s, C4 – 121 voltas
7. Oscar Piastri, McLaren, 1m31.030s, C3 – 91 voltas
8. Fernando Alonso, Aston Martin, 1m31.159s, C3 – 75 voltas
9. Carlos Sainz, Ferrari, 1m31.247s, C3 – 71 voltas
10. Sergio Perez, Red Bull, 1m31.483s, C3 – 53 voltas
11. Nico Hulkenberg, Haas, 1m31.686s, C3 – 89 voltas
12. Lewis Hamilton, Mercedes, 1m31.999s, C5 – 49 voltas
13. Lance Stroll, Aston Martin, 1m32.038s, C3 – 46 voltas
14. Lando Norris, McLaren, 1m32.108s, C3 – 20 voltas
15. Pierre Gasly, Alpine, 1m32.149s, C3 – 47 voltas
16. Kevin Magnussen, Haas, 1m33.053s, C3 – 80 voltas
17. Esteban Ocon, Alpine, 1m33.079s, C3 – 55 voltas
18. Valtteri Bottas, Stake, 1m33.528s, C3 – 28 voltas
19. Daniel Ricciardo, RB, 1m37.015s, C1 – 70 voltas