F1: Leclerc frustrado com a qualificação, “sempre dói”

Charles Leclerc terminou o treino classificatório do GP da Áustria em apenas P6, após uma escapada da pista durante a sua última volta rápida no Q3 que lhe custou a chance de uma melhora de posição.

O piloto da Ferrari acreditava que, sem os erros que cometeu, teria conseguido mostrar o potencial do carro e teria garantido ao menos um P3. 

Ao não conseguir uma última volta limpa, Leclerc caiu para o sexto lugar para o grid da corrida de domingo, e lamentou seus erros:

“É frustrante, porque quando você sabe que tem potencial para ir bem e comete um erro você mesmo, sempre dói”, admitiu Leclerc. “Mas é assim, não é um desastre. P7 [Piastri teve a volta deletada no final da qualificação, e alguns pilotos subiram de posição, incluindo Leclerc] não é bom, acho que um P3 era possível hoje. As curvas 1 e 3 foram muito boas na minha última volta. Eu estava dois décimos mais rápido do que minha volta anterior, mas cometi um erro na curva 4, tentei compensar na curva 6, perdi, tentei o mesmo na curva 9, perdi. É a vida”.

“Acho que valeu mais a pena do que prejudicou este ano ao pressionar dessa forma na qualificação. Hoje isso me pegou. E sim. Obviamente, estou um pouco decepcionado, especialmente porque tivemos duas ou três corridas difíceis com a equipe. Eu senti que hoje era uma oportunidade de voltar ao top três. Mas não fiz um bom trabalho na segunda volta. Mas a primeira volta com pneus usados foi realmente boa”.

O piloto da escuderia italiana pareceu ao menos contente com a melhora de desempenho da sua Ferrari após alguns ajustes.

“Acho que está melhor do que parecia esta manhã, porque estamos em uma configuração diferente que deve ajudar um pouco mais no ritmo de corrida amanhã. Então sim. Estou ansioso por isso, e veremos onde estaremos amanhã.”

No entanto, Leclerc mantém os pés no chão, e acredita que existe a possibilidade de batalharem com as Mercedes, mas desafiar a McLaren e, principalmente, Max Verstappen, está fora de cogitação.

“Acho que Lando e Max não serão possíveis amanhã. Eles estão muito rápidos neste fim de semana. Acho que o Oscar atrás vai ser complicado, mas ele está largando atrás, então talvez possamos manter essa posição. Com a Mercedes, estivemos próximos o fim de semana todo, mas senti que podemos vencê-los se fizermos tudo perfeito.”