F1: Hulkenberg comenta fraco desempenho de Ricciardo

O futuro de Daniel Ricciardo na Fórmula 1 é incerto após um início na temporada 2024, bem abaixo do esperado na equipe RB (ex-AlphaTauri).

Nico Hulkenberg, ex-companheiro de Ricciardo na Renault (atual Alpine), confessou estar confuso com a queda de rendimento do australiano. Ricciardo foi mantido pela Red Bull (proprietária da RB) para 2024, após assumir o lugar de Nyck de Vries na metade do ano passado.

Naquele período, Ricciardo conquistou um impressionante sétimo lugar no GP do México, contribuindo para a ascensão da então AlphaTauri na tabela de classificação. No entanto, o início decepcionante em 2024, levantou questionamentos sobre sua permanência na categoria.

O piloto de 34 anos foi superado pelo companheiro de equipe Yuki Tsunoda nas três primeiras corridas deste ano. O japonês, inclusive, marcou os primeiros pontos da RB no ano, em Melbourne.

Durante a temporada de 2019, Hulkenberg e Ricciardo dividiram a garagem na Renault, e o australiano costumava ser o piloto mais rápido da dupla.

“Não, realmente não faz sentido e eu não entendo”, afirmou Hulkenberg à imprensa, sobre as dificuldades de Ricciardo. “Porque em 2019, ele era muito competitivo e estava no mesmo ritmo. Desde então ele tem lutado, na McLaren também, que obviamente ainda tinha carros da geração antiga, comparados com os carros da nova geração (a partir de 2022).”

É difícil avaliar a situação de Ricciardo devido à falta de informações privilegiadas, segundo Hulkenberg. “É complicado, especialmente de fora, se você não tem todas as informações e dados, é difícil julgar. Mas sim, eu não sei por que. Acho que ele ainda é bom, mas naquela época ele estava mais forte, talvez”, encerrou o piloto da Haas.