F1: Horner se diz surpreso com estratégia de McLaren no Canadá: “Foi crucial”

Christian Horner acredita que um erro da McLaren foi um ponto chave para a vitória de Max Verstappen no Canadá. Aos olhos do chefão da Red Bull, ao tardar a entrada de Lando Norris, isso abriu a janela de oportunidade para o holandês conseguir o triunfo na nona etapa da F1 2024.

No início da disputa do último domingo, o britânico tinha ritmo visivelmente superior ao de seus adversários à frente. Tanto que primeiro passou o holandês para depois deixar George Russell para trás e assumir a primeira posição do pelotão, caminhando para aquela que aparentava ser sua segunda vitória.

Entretanto, um safety-car foi para a pista e Max foi aos boxes colocar pneus médios, enquanto Lando ficou na pista por mais uma volta. Apesar de ter aberto grande distância na frente, não conseguiu manter o respiro para o tricampeão, fazendo o pit-stop dois giros mais tarde e voltando à pista na segunda colocação.

“Quando você sai do pitlane, obviamente perde uma quantidade enorme de temperatura, então, senti que escolhemos o momento certo para calçar o pneu médio. E então, Lando conseguiu capitalizar o suficiente para, essencialmente, atingir a marca de 20 segundos, e ficou em torno disso por uma volta”, pontuou Horner.

“Obviamente, a cada volta que fazíamos, os pneus estavam ficando mais quentes. Fiquei surpreso que aMcLaren não cobriu depois de uma volta, eles o deixaram por duas, e isso foi crucial porque deu a Max outra volta para gerar a temperatura.”

“Então, quando Lando fez o pit, Max tinha pneus que estavam na janela e conseguiu passar direto e abrir uma vantagem de quase 3s no setor 1. Então, esse tempo foi crucial”, completou.