F1: Hill argumenta que Red Bull está “Manca” na luta pelo título da F1 com Pérez

O campeão de Fórmula 1 de 1996, Damon Hill, afirmou que a Red Bull estará lutando “manca” em uma possível batalha pelo campeonato, em meio à renovação do contrato de Sergio Pérez.

A Red Bull encerrou os rumores ao anunciar que Pérez concordou com uma extensão de contrato de vários termos, permanecendo ao lado de Max Verstappen na equipe até 2026. Este novo acordo com Pérez ocorre apesar de sua recente queda de desempenho, que o viu falhar em avançar para o Q3 e registrar apenas quatro pontos nas últimas duas corridas. As dificuldades recentes de Pérez surgiram em um momento em que o grid continua a se aproximar, com a Ferrari e a McLaren representando uma ameaça mais consistente à anterior dominância da Red Bull.

A vitória da Ferrari com Charles Leclerc em Mônaco, combinada com os problemas da Red Bull, reduziu a vantagem da equipe no Campeonato de Construtores para 24 pontos.

Hill argumenta que a diferença consistente entre Verstappen e Pérez, juntamente com a competição mais acirrada no topo, tornará a Red Bull vulnerável na luta pelo título: “Não esqueçam que eles (Ferrari e McLaren) têm ambos dois pilotos que podem atacar, não tenho certeza se você pode dizer o mesmo de Checo. (Eles) estão um pouco mancos no momento, a Red Bull, se quiserem se defender, não adianta mais estar três décimos atrás de Verstappen, porque tantos carros podem entrar nessa lacuna. As diferenças têm se tornado cada vez menores,” disse Hill ao podcast F1 Nation.

As palavras de Hill concordaram com a visão apresentada por Lando Norris, da McLaren, em Mônaco no mês passado, quando ele argumentou que a equipe britânica e a Ferrari podem contar com dois pilotos igualmente competitivos.