F1: Hamilton volta ao pódio e amplia recorde

No GP da Espanha de Fórmula 1, Lewis Hamilton encerrou seu jejum de pódios mais longo da carreira, conquistando o terceiro lugar.

Apesar do resultado positivo, o piloto da Mercedes precisou de treze corridas para voltar ao top 3 desde o GP do México de 2023, desconsiderando o segundo lugar conquistado na corrida Sprint na China, que não conta para o registro oficial de pódios.

Com o pódio em Barcelona, Hamilton estabelece um novo recorde pessoal não muito positivo: treze corridas sem um top 3, que quebram a marca anterior de onze corridas registrada, entre o conturbado GP do Brasil de 2008 e o GP da Hungria de 2009.

No entanto, ao subir no pódio em Barcelona, o piloto britânico ampliou para dezoito o número de temporadas consecutivas com pódios. A sequência impressionante começou no GP da Austrália de 2007, seu ano de estreia na categoria, quando terminou em terceiro com a McLaren.

Hamilton já havia superado o recorde de Michael Schumacher de quinze temporadas seguidas com pódios em 2022, no GP do Bahrein daquele ano. Além disso, ele segue imbatível no número de vitórias (103) e segundos lugares (56).

Apesar do domínio em algumas estatísticas, Hamilton ainda precisa alcançar o ex-piloto de F1, Kimi Raikkonen, campeão de 2007, para liderar o ranking de pódios em terceiro lugar. O finlandês soma 45 pódios em P3, contra 39 de Hamilton, que vai buscar seu 150º pódio pela Mercedes no próximo final de semana no GP da Áustria.