F1: Hamilton tem menor margem de pole-position de 2023

Max Verstappen foi o grande nome da temporada 2023 da F1. Entretanto, mesmo que tenha vencido 19 das 22 corridas, quando o assunto foi pole-position das etapas, outros nomes conseguiram garantir a posição de honra do grid de largada.

Claro, o titular da Red Bull foi quem mais saiu da primeira colocação do pelotão ao longo do campeonato: foram 12 vezes em 22 oportunidades. Os outros competidores que conseguiram o P1 da classificação foram Sergio Pérez, Charles Leclerc, Carlos Sainz e Lewis Hamilton.

E quando se para e observa as margens das poles conseguidas, o sete vezes campeão mundial da Mercedes foi quem conseguiu a primeira posição mais apertada do ano. No GP da Hungria, ficou apenas 0s003 à frente de Verstappen, sendo a menor margem anotada desde a temporada 2010.

Ainda, sete pole-positions da temporada 2023 foram decididas abaixo de 0s1. Além da Hungria, Itália com 0s031, Las Vegas com 0s044, Áustria com 0s048, México com 0s067, Singapura com 0s072 e Mônaco com 0s084.

Agora, por outro lado, o tricampeão holandês cravou a maior distância de pole do ano ao fazer 1s244 em cima de Nico Hülkenberg no GP do Canadá. Essa foi a maior diferença da classificação desde 2014.