F1: Hamilton sobre sua saída da Mercedes: “Inevitável, mas não afetará a Ferrari”

Lewis Hamilton irá deixar a Mercedes no final de 2024 para ir para a Ferrari no próximo ano. O heptacampeão deixará a equipe na qual conquistou seis títulos mundiais para mudar para a equipe vencedora de 16 campeonatos de construtores. 

Geralmente, com uma mudança de equipe, é comum que os pilotos deixem de participar de algumas reuniões, principalmente por tratarem de assuntos referentes ao carro da próxima temporada.

No entanto, Hamilton disse que ainda não foi deixado de participar de nenhuma reunião.

“Não fui excluído de nenhuma reunião,” Hamilton disse. “Ainda estamos trabalhando neste carro e tentando levar o carro à frente. Ainda é muito colaborativo, estou aqui há muito tempo”.

“Então, se chegar um ponto em que eles digam, ‘preferimos que você não esteja nesta reunião’, isso é totalmente aceitável para mim”.

Hamilton acredita que será “inevitável”, mas que isso pouco afetaria o desenvolvimento da Ferrari, já que não está em “comunicação” com a equipe italiana.

“É inevitável talvez em algum momento, mas no final do dia, nenhuma informação que eu obtiver este ano impactará o próximo ano,” disse.

“Não estou em comunicação [com a Ferrari]. Nada é passado até que eu comece a temporada no próximo ano e leva tempo para desenvolver as coisas”, concluiu o heptacampeão.