F1: “Foi uma sessão de classificação muito difícil”, disse o chefe da Sauber

A equipe Sauber (Stake F1 Team) teve um sábado bastante decepcionante em Ímola. Uma sessão de classificação bastante disputada, mais uma vez provou que o grid da Fórmula 1 está muito apertado e que cada pequena melhoria importa. A corrida no domingo terá Valtteri Bottas largando em P16 e Zhou Guanyu em P17.

Alessandro Bravi, chefe da equipe: “A sessão de classificação de hoje foi difícil para a equipe. No início lutamos para começar com a configuração correta da linha de base, e no decorrer da sessão não conseguimos recuperar o desempenho necessário para chegar ao Q2, algo que temos que analisar mais detalhadamente se compararmos a sessão de classificação com o TL3. Valtteri não melhorou desde a sessão da manhã e perdemos por uma pequena diferença para Lewis (Hamilton) para entrar no Q2. Zhou, por outro lado, conseguiu melhorar em comparação com o TL3 e se aproximou do tempo de Valtteri. Infelizmente, não foi suficiente porque a diferença já era bastante grande, mas estou feliz por vê-lo melhorar significativamente o seu desempenho. Largar em P16 e P17 torna amanhã bastante difícil. Esperamos uma corrida que poderá ter muitas equipes seguindo uma estratégia de parada única, mas nada está perdido, pois vimos que o pacote de atualização que trouxemos para Ímola está nos proporcionando algumas melhorias. Todos na equipe devem trabalhar mais do que nunca para conseguirmos uma boa posição para marcar pontos”, concluiu.

Bottas: “Infelizmente, até agora não foi o fim de semana mais fácil para nós, pois tem faltado um pouco de consistência no geral. Ficar no Q1 é sempre difícil, especialmente por uma margem tão pequena. A pista tem sido mais complicada do que o normal até agora neste fim de semana, pois tem ventado bastante. No geral, não foi uma sessão fácil e provavelmente poderíamos ter extraído mais alguns centésimos. Além disso, uma súbita rajada de vento me fez perder algum tempo na curva 12 durante minha segunda volta rápida. Como ponto positivo, o nosso ritmo de corrida está lá. O que precisaríamos para amanhã é um pouco de sorte e alguma ação à nossa frente para progredir ainda mais. Será um desafio, mas estamos prontos para aproveitar qualquer chance que pudermos”, acrescentou.

Zhou: “Infelizmente, todo o fim de semana não foi o melhor até agora. Comecei o dia com nosso novo assoalho, e embora tivéssemos que fazer algumas mudanças após o TL3, já que eu estava um segundo atrás do meu companheiro de equipe, a equipe fez um ótimo trabalho, certificando-nos de que estávamos preparados para a sessão de classificação. Não foi uma sessão fácil e acho que havia mais coisas em jogo. O pacote de atualização, embora pequeno, parece estar funcionando e nos ajudando a ganhar mais desempenho. Estou ansioso por amanhã, mas não será uma corrida fácil, com provavelmente muitas equipes optando por uma estratégia semelhante, mas é uma excelente pista à moda antiga, onde tudo pode acontecer, e tenho a certeza de que podemos recuperar algumas posições”, finalizou o piloto chinês.

O F1MANIA.NET acompanha ‘in loco’ todas as atividades do GP da Emília-Romanha, diretamente de Ímola, com o jornalista Rodrigo França.