F1: Entenda passo a passo da confusão do troféu FIA de Hamilton

Lewis Hamilton esteve no centro de um episódio no mínimo curioso, e nada envolve a temporada 2023 da F1. Após receber o troféu de terceiro lugar na premiação da FIA, a premiação acabou na casa de um fã, que alegou ter recebido de presente do sete vezes campeão – mas a história não foi exatamente essa.

Tudo começou na semana passada, quando a entidade máxima do automobilismo anunciou ter aberto uma investigação envolvendo Susie Wolff. Atual diretora da F1 Academy, a dirigente estava sendo acusada de passar informações confidenciais a seu marido Toto Wolff, que vinha sendo beneficiado pelos dados.

Obviamente, todo o caso trouxe grande repercussão tanto com a ex-pilota, que repreendeu veemente a investigação e se queixou de ter sua integridade e profissionalismo questionados, como da Mercedes, que emitiu comunicado, e as equipes do grid, que prontamente se pronunciaram dizendo não ter nada a ver com as denúncias.

Não demorou para que a FIA logo viesse a público voltar atrás e dizer que não havia dados concretos para seguir com as investigações, encerrando o episódio. Susie, por outro lado, não ficou contente com o desfecho e fez questão de ressaltar que mulheres no esporte a motor merecem mais do que serem questionadas.

Então, no final de semana, dia 2 de dezembro, houve o evento de premiação de todas as categorias FIA. Entre elas, estava a entrega dos prêmios da F1 – Max Verstappen ganhou o troféu de primeiro, Sergio Pérez de segundo colocado e Hamilton, um troféu com a logo FIA pela terceira posição.

Acontece que o prêmio do britânico foi colocado em cima de uma mesa e os rumores começaram a indicar que o competidor havia deixado para trás como uma forma de protesto contra o corpo governamental por toda a situação envolvendo o casal Wolff. Pouco depois, um fã, Nihad Nesirli, surgiu nas redes sociais alegando que Lewis havia dado de presente a ele o troféu, provando com uma foto em sua casa.

Mas tudo não passou de um mal entendido, já que pouco depois a própria Mercedes veio a público se manifestar. Na verdade, Hamilton não havia dado o troféu para ninguém, apenas acreditou que o rapaz era um oficial da FIA e que levaria o troféu diretamente para a equipe após passada as festividades como já havia acontecido anteriormente.

Por conta do comunicado, Nesirli precisou mais uma vez se manifestar dizendo não ter roubado nada e esclarecendo a confusão, pedindo desculpas por todo o ocorrido.