F1: Entenda o funcionamento dos modos ‘X’ e ‘Z’ nas regras de 2026

A Fórmula 1 está prestes a passar por mudanças significativas com a introdução dos regulamentos de 2026, que prometem transformar a dinâmica das corridas. O jornalista da Sky F1, Ted Kravitz, detalhou as novas configurações de carros ‘Modo Z’ e ‘Modo X’, que estarão em vigor em 2026.

Essas novas regras, que ainda são provisórias e podem sofrer alterações, foram divulgadas pela FIA antes do GP do Canadá, e introduzem alterações abrangentes nos motores e chassis, incluindo uma transição para combustíveis 100% sustentáveis e uma divisão de potência de 50-50 entre o motor de combustão interna e a parte elétrica.

Uma das novidades mais marcantes é a adoção da aerodinâmica ativa, com asas dianteiras e traseiras móveis que permitirão aos carros mudarem de forma durante uma volta. Kravitz explicou como será o funcionamento do novo sistema. O ‘Z Mode’ proporcionará uma configuração de alto downforce para melhorar a velocidade nas curvas, enquanto o ‘X Mode’ oferecerá baixo downforce para maximizar o desempenho em linha reta.

Essas mudanças significam o fim do atual sistema DRS como auxiliar de ultrapassagem. Em seu lugar, será implementado um sistema de ‘Manual Override’, que oferece um aumento temporário na potência híbrida, similar ao mecanismo ‘push-to-pass’ utilizado em outras categorias de automobilismo, como a Indy e a Stock Car brasileira.

Jan Monchaux, diretor técnico de monopostos da FIA, explicou que a decisão de eliminar o DRS tradicional, visa criar carros menores e mais ágeis, com menor downforce e foco na redução de arrasto. O novo sistema permitirá que todos os carros utilizem as asas móveis em todas as retas, reduzindo o consumo de energia e aumentando a velocidade máxima, o que por sua vez melhora a recuperação de energia durante as frenagens.

Para facilitar as ultrapassagens, será permitido que o carro que estiver atrás utilize mais ERS (Sistema de Recuperação de Energia) por um período específico durante a volta, proporcionando um aumento extra de energia para facilitar a manobra de ultrapassagem no final da reta.

As mudanças foram recebidas com reações variadas, refletindo a complexidade e a magnitude das alterações previstas para a temporada de 2026. Com essas novidades, a Fórmula 1 busca equilibrar sustentabilidade, desempenho e competitividade, mantendo a essência do esporte e proporcionando emoções renovadas aos fãs.