F1: “Eles deveriam ter agido antes”, afirmou Marko sobre a FIA

O acidente entre Lando Norris e Max Verstappen no GP da Áustria de Fórmula 1 continua rendendo discussões. Helmut Marko, consultor da Red Bull Racing, criticou a FIA por sua atuação durante a corrida.

“No final, a FIA considerou Max culpado pelo incidente. Mas é preciso lembrar que Lando também não se deixa ultrapassar facilmente. Na Espanha, ele forçou Verstappen para fora da pista, e não houve grande alarde ou punição”, argumentou Marko em sua coluna na Speedweek.

Norris recebeu uma penalidade no final da corrida por exceder repetidamente os limites da pista. De acordo com Marko, a direção de prova deveria ter agido antes, o que poderia ter evitado o acidente.

“Eu gostaria que os comissários tivessem aplicado a punição pelos limites da pista antes, então a situação não teria terminado como acabou. Com todos os recursos à disposição da direção de prova, eles deveriam ter tomado uma decisão anteriormente”, afirmou o consultor da Red Bull.

Marko reconhece, no entanto, que a Red Bull também poderia ter feito algo diferente. “Poderíamos ter avisado Max que Lando estava penalizado e ele deveria deixá-lo passar. Na minha opinião, Norris não conseguiria abrir cinco segundos de vantagem. Mas isso simplesmente não combina com o estilo de pilotagem de Verstappen”, acrescentou.

Verstappen recebeu uma penalidade de dez segundos pelo toque com Norris, o que desagradou Marko. “Essa penalidade de dez segundos foi incompreensível para mim, porque Norris já havia extrapolado os limites de pista várias vezes antes. Não é por acaso que ele também foi punido por isso”, concluiu.