F1: Coulthard descarta pedido de desculpas de Verstappen a Norris: “O inferno vai congelar”

Danid Coulthard acredita que Lando Norris não vai receber pedido de desculpas de Max Verstappen pelo lance no GP da Áustria da F1. Para o ex-piloto, é mais fácil que o inferno vire gelo do que o pedido acontecer.

Até o momento, o três vezes campeão mundial não mostrou remorso pelo que aconteceu na volta 64 de 71 da corrida no Red Bull Ring. Com a colisão, Lando precisou abandonar e Max teve um problema com seu pneu, precisando ir aos boxes e terminando a prova em quinto, além de uma punição de 10s.

Durante as entrevistas após a prova no quintal da casa da Red Bull, o holandês afirmou apenas ter brigado duro com o britânico e que está na pista para vencer, não ser segundo colocado. Ainda, todo o time austríaco apontou a culpa para Norris, alegando um divebomb.

Já Norris afirmou que esperava um pedido de desculpas do também amigo Verstappen, algo que Coulthard acredita que está longe de acontecer. “O inferno vai congelar é a expressão. Max vai dizer ‘estava correndo, é pilotagem dura’. Essa é a primeira vez que Lando experimenta briga roda com roda em um final de semana sim, um não”, disse ao Channel 4.

“Sabemos como funcionou quando foi com Lewis [Hamilton] brigando roda com roda com Max [a briga pelo título de 2021]. Max é um dos pilotos mais duros de brigar. Para batê-lo, você precisa igualá-lo”, completou.