F1: Conheça o circuito de Suzuka, palco do GP do Japão deste fim de semana

O Circuito de Suzuka, situado na cidade de Suzuka, província de Mie, Japão, é uma joia no calendário da Fórmula 1, acolhendo a 4ª etapa da temporada 2024 neste fim de semana, de 4 a 7 de abril. Reconhecido pela sua configuração única em forma de oito, o circuito é uma mistura de história, técnica e pura emoção. Com uma extensão de 5,807 km e 18 curvas desafiadoras, Suzuka é um teste tanto para a habilidade dos pilotos quanto para a eficácia dos carros. A pista, desenhada em 1962 por John “Hans” Hugenholtz, é famosa não apenas pela sua disposição incomum, mas também por ser palco de decisões históricas de campeonatos e momentos inesquecíveis do esporte​.

Suzuka destaca-se não só pela sua arquitetura mas também pela paixão dos fãs japoneses, criando uma atmosfera inigualável durante o Grande Prêmio. O circuito possui várias seções icônicas, como as curvas S, a Degner, a 130R e o famoso “Spoon Curve”. A complexidade e variedade de curvas exige o máximo dos pilotos, desafiando-os a encontrar o equilíbrio perfeito entre velocidade e precisão. A capacidade de adaptação e a estratégia de corrida desempenham papéis cruciais na conquista de um bom resultado aqui.

GP do Japão de 2023

O último Grande Prêmio do Japão, realizado em 2023, não só reforçou a posição de Suzuka como um dos circuitos favoritos entre os pilotos e fãs, mas também adicionou outro capítulo emocionante à rica história da pista.

O Grande Prêmio do Japão de 2023, realizado no Suzuka International Racing Course em 24 de setembro, foi uma demonstração de domínio por parte de Max Verstappen e a equipe Red Bull Racing. Verstappen, que partiu da pole position, manteve a liderança desde o início, enfrentando e superando desafios, incluindo uma forte pressão das McLarens de Oscar Piastri e Lando Norris.

F1 2023, GP do Japão, Suzuka
Foto: XPB Images

Durante a corrida, diversos incidentes marcaram o evento, como a colisão de Liam Lawson com Valtteri Bottas e a subsequente penalidade para Lawson. A estratégia de pneus desempenhou um papel crucial, com a Pirelli fornecendo os compostos C1, C2 e C3. A Mercedes também protagonizou momentos de intensa batalha na pista entre seus pilotos, George Russell e Lewis Hamilton, evocando memórias da colisão infame entre Alain Prost e Ayrton Senna em 1989.

F1 2023, GP do Japão, Suzuka
Foto: XPB Images

O piloto da Red Bull, Sergio Perez, teve uma corrida tumultuada, enfrentando danos ao bico do carro e sendo forçado a abandonar a corrida, o que colocou Verstappen em uma posição favorável para garantir o título mundial na próxima corrida no Qatar. A estratégia de paradas nos boxes também foi vital, com a equipe McLaren fazendo uma troca de posições entre Norris e Piastri para maximizar o desempenho.

Verstappen conseguiu construir e manter uma vantagem significativa, cruzando a linha de chegada quase 20 segundos à frente de Norris, com Piastri completando o pódio.