F1: Chefe da Red Bull diz que Pérez estaria livre para brigar por vitória no México: “Seria uma tarde interessante”

Sergio Pérez poderia ter brigado pela vitória em frente à torcida caseira no GP do México da F1. Segundo Christian Horner, chefe da Red Bull, o mexicano estaria liberado para disputar o triunfo caso terminasse a primeira curva em primeiro.

Assim que as luzes se apagaram no Hermanos Rodríguez, tanto Max Verstappen quanto Checo conseguiram uma boa largada de terceiro e quinto, respectivamente. Acontece que o mexicano levou a pior ao dividir a curva com Charles Leclerc, batendo no monegasco e abandonando.

Em um trabalho de apenas imaginação, o dirigente foi questionado como a equipe lidaria caso Pérez assumisse a primeira colocação após os primeiros metros. “Teria sido uma briga direta entre os dois, sim. Poderia ter sido uma tarde interessante”, pontuou.

“Olha, Checo tinha um bom ritmo neste final de semana, foi apenas frustrante que o incidente foi na primeira curva. Esse era meu medo para a corrida”, exclamou.

Horner seguiu minimizando o abandono de Sergio em sua corrida em casa. “Ele é durão. É por isso que está no carro, porque mentalmente, sempre foi capaz de dar a volta por cima. Com certeza vai chacoalhar a poeira e tornar em motivação”, pontuou.

“Corrida Sprint no Brasil, corrida de rua em Las Vegas, sempre vai bem em pistas assim. Abu Dhabi, também sempre foi competitivo lá. Vai contar com o apoio total da equipe para tentar alcançar algo que nunca conseguimos antes [dobradinha no Mundial de Pilotos]”, concluiu.