F1: Chefe da McLaren questiona “integridade” de Horner

O chefe da McLaren, Andrea Stella, questionou a ‘integridade’ de Christian Horner, chefe da Red Bull, após os comentários feitos por Horner sobre o acidente entre Lando Norris e Max Verstappen no GP da Áustria de Fórmula 1.

Na Áustria, Norris e Verstappen travaram uma dura batalha pela vitória, que terminou em colisão na volta 64. Os comissários consideraram Verstappen culpado pelo incidente e aplicaram uma penalização de dez segundos ao holandês, que terminou a prova em P5, enquanto Norris teve que abandonar.

No entanto, Horner afirmou que Norris ‘estava tentando causar algo na curva 3’, colocando a culpa no piloto britânico.

Stella rebateu as críticas de Horner, afirmando que o comentário ‘é inaceitável e diz muito sobre a integridade da pessoa que disse isso’.

“Temos muito respeito por Max, o que ele está conquistando é inacreditável”, disse Stella. “Mas não há necessidade de se defender assim. Às vezes, é preciso aceitar que o carro de trás está mais rápido e tem uma chance.”

O dirigente da McLaren acredita que a FIA precisa agir com mais rigor em situações como essa.

“Os pilotos sabem como esconder as coisas”, afirmou Stella. “É um trabalho difícil para a FIA, mas esse é um momento para revisar tudo o que aprendemos no último final de semana e avaliar como podemos rapidamente tornar as regras mais rígidas”, encerrou o chefe da McLaren.