F1: Chefe da McLaren busca equilíbrio para Norris após autocríticas do britânico

O chefe da McLaren, Andrea Stella, afirmou que a equipe está empenhada em encontrar métodos para evitar que Lando Norris seja ‘muito crítico consigo mesmo’, após cometer erros.

Norris aproveitou a recuperação da McLaren na metade da temporada 2023 da Fórmula 1, para alcançar sua temporada mais produtiva na categoria, acumulando sete pódios e alcançando sua melhor pontuação na carreira, com 205 pontos.

Mesmo assim, embora o grande domínio da Red Bull na temporada 2023 tenha sido o principal responsável por negar a Norris sua primeira vitória na F1, o britânico também lamentou algumas oportunidades perdidas.

Ele acredita que perdeu a pole position no Catar quando excedeu os limites da pista, e também criticou suas performances no treino classificatório nos Estados Unidos e no México.

Stella, anteriormente não muito preocupado com a autocrítica de Norris, propõe que o piloto poderia se beneficiar de um suporte mais forte. Ele enfatiza a importância de aceitar que um desempenho de 99,9% é bom o suficiente em determinadas situações.

“Às vezes, precisamos focar nos aspectos positivos. Há muitos pontos positivos e precisamos garantir que analisemos isso, tornando os aspectos negativos construtivos para melhorar, não simplesmente para punir a si mesmo”, afirmou o chefe da McLaren.

Mesmo com a pressão interna de um companheiro de equipe competitivo como Oscar Piastri, Stella acredita que a equipe deve apoiar seus pilotos para extrair o melhor potencial. Ele reconhece que ter um colega forte, pode aumentar a pressão, mas destaca a importância de analisar as tendências durante as classificações para identificar melhorias técnicas e humanas.

Com o objetivo de garantir o contínuo aprimoramento, Stella ressalta que a equipe está comprometida em usar todas as informações disponíveis, incluindo o desempenho em momentos de erro, para entender as circunstâncias e buscar evoluir em todas as áreas.