F1: Chefe da Ferrari quer “discutir privadamente” após incidente com bueiro em Las Vegas

A Ferrari espera conversar com os organizadores do GP de Las Vegas de F1. Frédéric Vasseur, chefe da equipe italiana, espera poder ter algumas discussões privadas após o dano sofrido por Carlos Sainz no início do final de semana.

A passagem do espanhol pela cidade do pecado começou da maneira mais complicada possível. Ainda no início do primeiro treino livre, passou por cima de um bueiro que se soltou e danificou profundamente seu carro. Precisando de reparos e trocas de peça, foi punido em dez posições no grid de largada.

Mesmo sendo causado por problemas externos, os diretores de prova não puderam evitar de aplicar a sanção ao piloto e ao time. O monocoque, motor de combustão interna, controles eletrônicos e o armazenamento de energia foram danificados no incidente.

Portanto, o dirigente espera conseguir debater sobre o episódio com os organizadores da prova de F1. “Isso vai ser uma discussão privada que terei com os organizadores. Estou um pouco chateado com a maneira que lidaram com isso, mais do que com o incidente em si”, comentou.

“Já tivemos incidentes no passado, até mesmo em Mônaco há dois ou três anos, acho que na chicane da curva 1. Também foi o caso na Malásia, duas vezes em Baku com [Valtteri] Bottas em 2016 e [George] Russell em 2019”, continuou.

“Isso é difícil de prever e solucionar, mas a maneira em que lida com o incidente é importante”, completou.