F1: Chefe da Aston Martin fala em aprendizado e estabelece nova regra para finais de semana Sprint

A Aston Martin alegou ter aprendido uma importante lição durante o GP dos EUA da F1. Mike Krack, chefe da equipe, afirmou que estabeleceu uma nova regra para quando forem finais de semana Sprint.

Na última etapa do calendário, o time inglês sofreu durante as atividades com a falta de performance. Então, no regime de parque fechado, fez alterações nos carros, que contavam com atualizações, e tanto Fernando Alonso quanto Lance Stroll precisaram largar dos boxes.

O bicampeão espanhol não conseguiu cruzar a linha de chegada por conta de problemas mecânicos, mas o canadense fez prova de recuperação e terminou em nono – depois, subiu para sétimo com as desclassificações de Hamilton e Leclerc.

Fazendo um balanço da passagem da Aston Martin por Austin, Krack tirou algumas conclusões. “O fato é que deveríamos ter feito nossa lição de casa na sexta-feira. Não fizemos isso e tivemos de lidar com as consequências durante o final de semana”, explicou o dirigente.

“Agora, há sempre uma regra: não trazer atualizações do carro para finais de semana de Sprint. Entretanto, quando assume a decisão de fazer isso, sabe quais são os riscos, depois não pode reclamar quando acontece. Mas é outra lição aprendida”, completou.