F1: Brundle faz comparação entre Vasseur e Briatore

A nomeação de Frederic Vasseur como chefe de equipe na Ferrari a partir da temporada 2023 da Fórmula 1, surpreendeu a muitas pessoas no paddock da categoria. No entanto, desde sua chegada, a equipe italiana parece ter virado a chave, e figura consistentemente entre os favoritos.

Martin Brundle, ex-piloto de F1 e atual comentarista da Sky Sports, admitiu certa apreensão com a chegada de Vasseur no início do ano passado. “Fiquei preocupado com o Fred quando ele assumiu o cargo”, disse Brundle. “Porque nos tempos de glória da Ferrari, eles tinham Jean Todt, Ross Brawn, Michael Schumacher, Rory Byrne, Luca di Montezemolo e Stefano Domenicali.”

Apesar do receio inicial de algumas pessoas, Vasseur liderou a Ferrari levando o time ao terceiro lugar no mundial de construtores em 2023, ficando apenas três pontos atrás da Mercedes. Em 2024, o início foi ainda melhor, com duas vitórias conquistadas por Carlos Sainz e Charles Leclerc, na Austrália e Mônaco, respectivamente.

Brundle comparou Vasseur ao seu ex-chefe de equipe na Benetton, Flavio Briatore. “Não tenho certeza se Flavio sabia diferenciar a dianteira da traseira do carro, mas ele nem precisava, porque tinha Ross, Rory e Pat Symonds para cuidar disso na época. Obviamente, Flavio é uma figura completamente diferente e enfrenta desafios distintos.”

O comentarista destacou a principal característica que, segundo ele, está tornando Vasseur bem-sucedido na Scuderia: “Ele está apenas focando no que importa e no que pode impactar. Ele transmite muita calma para toda a equipe”, encerrou Brundle.

No momento, a Ferrari está 49 pontos atrás da Red Bull no campeonato de construtores, após um GP do Canadá decepcionante para o time italiano, com os dois carros abandonando a corrida em Montreal.