F1: Brown acredita em instabilidade interna na Red Bull

O CEO da McLaren, Zak Brown, cutucou a rival Red Bull Racing em entrevista ao podcast ‘Bloomberg Hot Pursuit’. Brown afirmou acreditar que a equipe austríaca enfrenta um ambiente ‘instável politicamente’.

Apesar de reconhecer a força da Red Bull como equipe na Fórmula 1, Brown destacou a turbulência interna recente, citando a saída do renomado projetista Adrian Newey. “A saída de Newey é um grande negócio. Muitas pessoas estavam ansiosas para trabalhar com ele”, disse Brown, sugerindo um êxodo de talentos da equipe. “Na Red Bull, há um certo desconforto maior do que em outras equipes da F1”, acrescentou.

O dirigente americano também mencionou potenciais problemas com patrocinadores. “Patrocinadores se importam com a imagem das equipes. A situação atual da Red Bull pode ser delicada”, opinou Brown.

Além disso, Brown questionou o futuro de Max Verstappen e seu pai, Jos. “Ele vai ficar ou vai sair?”, indagou Brown sobre Verstappen, que possui contrato até 2028. “O pai dele é muito franco”, comentou, insinuando que as declarações de Jos Verstappen poderiam influenciar a decisão do piloto.

Mesmo com o vínculo contratual, Brown acredita que a permanência de Verstappen na Red Bull não é certa, abrindo caminho para especulações sobre um possível interesse da Mercedes.