F1: Bearman diz que já está se acostumando com a fama

Desde sua estreia na Fórmula 1 pela Ferrari no GP da Arábia Saudita este ano, Oliver Bearman vem conquistando cada vez mais fãs. O piloto britânico, que corre atualmente na F2, revelou na Espanha como está lidando com a nova onda de popularidade e atenção.

Bearman substituiu Carlos Sainz na Arábia Saudita, enquanto o espanhol se recuperava de uma apendicectomia. O jovem piloto impressionou ao terminar à frente de Lando Norris e Lewis Hamilton, conquistando seis pontos em sua estreia na F1 com um ótimo P7. Na Espanha, Bearman participou do TL1 com a Haas, equipe da qual ele é piloto reserva, assim como na Ferrari.

Enquanto isso, existem fortes rumores de que Bearman já tenha assinado contrato para correr pela Haas em 2025, segundo o jornal Daily Mail e alguns outros sites de automobilismo. O piloto, no entanto, desconversou, chamando esses boatos de ‘especulação’.

De qualquer forma, Bearman parece já estar preparado para o aumento da fama que vem com a categoria principal do automobilismo: “Acho que a fama cresceu exponencialmente desde Jeddah, é claro”, disse ele. “Foi um grande passo para as pessoas me conhecerem. Lembro que quando cheguei na Austrália, muita gente me reconheceu, o que é uma sensação ótima, honestamente. Eu não estou na F1, mas em termos de popularidade e fãs, já estou quase lá. É muito legal ter o apoio de todos”, disse ele.

Apesar de ocupar apenas a 17ª posição na F2 com 18 pontos, Bearman está em 13º na F1, com 6 pontos, à frente de oito outros pilotos, que são titulares em suas respectivas equipes, isso depois de participar de apenas um GP este ano. Embora esteja lidando bem com a fama repentina, há um privilégio da F1 que ele já sente falta durante os finais de semana da F2.

“Durante a corrida, está tudo bem. A única coisa é que na F2 você não tem os mesmos benefícios que um piloto da F1. Temos que estacionar fora do circuito e depois caminhar para entrar, então preciso levar isso em conta”, brincou ele. “É parte do jogo. É algo que você tem que se acostumar e também curtir”, completou o (muito) provável piloto titular da Haas em 2025.