F1: Aston Martin comemora pontos após largar do pitlane nos EUA: “Fomos muito mais competitivos”

A Aston Martin viveu uma montanha-russa de emoções no domingo (22) de GP dos Estados Unidos da F1. Após largar com ambos os carros do pitlane, ainda conseguiu salvar bons pontos com Lance Stroll – Fernando Alonso abandonou com problemas no carro.

O final de semana norte-americano começou bastante difícil para a equipe, que enfrentou questões desde o início das atividades. Para tentar reverter a situação, o time acabou fazendo alterações nos dois carros durante o sistema de parque fechado, causando punições para sua dupla de pilotos.

Em prova de recuperação, os competidores começaram rapidamente a ganhar posições e logo haviam se colocado no top-10. Apesar de o bicampeão espanhol ter abandonado com problemas no assoalho, o canadense cruzou a linha de chegada em nono, mas após as desclassificações de Lewis Hamilton e Charles Leclerc, foi promovido a sétimo.

“Terminar em nono depois de largar do último lugar no pitlane é um resultado positivo depois de alguns dias difíceis aqui no COTA. É bom estar de volta aos pontos depois de algumas corridas difíceis. As mudanças de configuração que fizemos para otimizar o desempenho definitivamente nos colocaram na direção certa, fomos muito mais competitivos”, avaliou Lance.

“Tive boa aderência nas curvas, especialmente depois que colocamos o composto Médio, e consegui fazer algumas boas ultrapassagens na curva 12. Vamos seguir o trabalho duro para levar esse bom momento ao México”, concluiu.

Alonso, lamentou não conseguir ver a bandeira quadriculada, mas ainda conseguiu ver o lado positivo do dia. “Foi uma grande corrida de retorno para nós, com muito mais ritmo no AMR23. Queríamos marcar alguns pontos desde o pitlane, mas, infelizmente, tivemos que abandonar com alguns danos”, falou

“É uma pena, pois durante a corrida de hoje parecíamos bastante competitivo. Coletamos muitos dados e comparações úteis sobre os dois carros hoje, que serão cruciais para as corridas restantes”, concluiu.