F1: Albon diz que confiança em Vowles motivou sua renovação com a Williams

Alex Albon revelou a importância de James Vowles, chefe da equipe Williams, em sua decisão de renovar o contrato com o time britânico de Fórmula 1. No mês passado, a Williams anunciou uma renovação de longo prazo com Albon, garantindo sua permanência até a mudança de regulamento da categoria em 2026.

Essa escolha do piloto britânico-tailandês surpreendeu muitas pessoas, já que a Williams vem enfrentando dificuldades nesta temporada com seu novo conceito de carro. A equipe não conseguiu repetir o desempenho do ano passado, quando terminou em sétimo no mundial de construtores, apesar de Albon ter conquistado um nono lugar em Mônaco este ano.

Albon explicou que o plano de Vowles para levar a Williams de volta ao topo da F1, foi determinante para dissipar suas dúvidas sobre o futuro da equipe. “Tudo se resumiu a conhecer James e o projeto que ele tem em mente”, disse Albon sobre sua decisão. “De certa forma, eu queria que tivéssemos começado melhor, pois isso tornaria tudo mais lógico.”

“Mas no final das contas, há mudanças significativas acontecendo nos bastidores da equipe. Vai levar um pouco mais de tempo para ver o reflexo disso. Não me senti pressionado por um prazo. Era apenas dar tempo para a equipe mostrar qual direção estava tomando e ver os passos adiante. Conversar com James e ver o que ele estava fazendo para nos levar para a frente me inspirou confiança. E eu acredito nele”, acrescentou.

Vowles tem pressionado a Dorilton Capital, proprietária da equipe, a modernizar as instalações da Williams para garantir que o time esteja preparado para o novo regulamento em 2026. Albon destacou a importância da experiência de Vowles na Mercedes, para mudar a cultura da Williams.

“É a visão e a experiência de James. Ele já falou muito sobre os procedimentos ultrapassados que usamos, os softwares e tudo o mais. Quando pensamos em onde estamos agora em termos de performance, ainda brigando por pontos, ainda competindo, muito disso se deve às pessoas que temos na Williams. Mas a base da equipe ainda precisa de trabalho, e você já pode ver muitas dessas mudanças acontecendo”, afirmou Albon.

“Não sei se posso dizer quais são essas mudanças, mas eu as vejo, estou envolvido nelas. Eu acredito nisso. Vejo os passos que a equipe está tomando e todos parecem muito lógicos e já parecem estar funcionando. Como eu disse, é parcialmente por isso que o carro atrasou e tudo o mais, para fazer essas grandes mudanças leva tempo. As bases agora estão se tornando sólidas, e eu não acho que elas estivessem assim há alguns anos”, disse ele.

Questionado sobre a possibilidade de ter ido para outra equipe, com rumores de interesse da Red Bull, Albon finalizou: “Sim, é uma pergunta hipotética, mas com certeza, James e a direção da Williams desempenharam um papel importante na minha decisão”, completou Albon.