F1: “A Mercedes não repetirá erros de 2023 e 2024”, afirmou Russell

A Mercedes promete virar a página em 2024. Após uma temporada sem vitórias na Fórmula 1 em 2023, George Russell se mostra confiante de que a equipe aprendeu com os erros cometidos com o W14 e está pronta para voltar à briga pelo título.

O britânico afirmou que o W14 era um carro um pouco mais fácil de pilotar do que o problemático W13 de 2022. Também foi um ano de ausência de vitórias para a equipe, a primeira temporada desde 2011, onde isso ocorreu. O companheiro de equipe Lewis Hamilton, reforçou a dificuldade da temporada ao revelar que percebeu os problemas do carro logo no início, ao se manterem com o conceito de ‘zero sidepod’.

A Mercedes acabou aderindo a um design mais convencional de ‘downwash’, similar ao dominante RB19 da Red Bull, que venceu 21 das 22 corridas em 2023. Russell acredita que esse tipo de erro não se repetirá em 2024, com a equipe focada em reduzir a diferença para a rival.

“O carro do ano passado era mais complicado de pilotar. Fizemos grandes melhorias, mas o que nos prejudicou este ano veio do desenvolvimento no intervalo entre as temporadas”, afirmou Russell à imprensa. “Pegamos o caminho errado. Cometemos alguns erros e isso ficou evidente assim que entramos na pista no Bahrein. Entrando no nosso terceiro ano agora, estou confiante de que não cometeremos os mesmos erros. Estamos encontrando alguns bons ganhos, mas talvez seja tudo relativo e não sabemos o que nossos rivais irão trazer”, acrescentou.

Russell também comentou sobre as diferenças de estilo de pilotagem entre ele e Hamilton. “Definitivamente há pequenas diferenças”, disse Russell. “Mas as limitações subjacentes que temos são exatamente as mesmas e o que estamos perseguindo é exatamente o mesmo. A F1 é tão complexa com esses pneus que leva muito para mudar seu estilo de pilotagem, como você aborda uma curva, como ataca uma curva, para ter um impacto substancial, bom ou ruim, nos pneus. Definitivamente temos algumas diferenças de estilo de pilotagem, que me favorecem em certos circuitos e que o favorecem em outros”, concluiu.

A determinação e confiança de Russell indicam que a Mercedes está empenhada em deixar para trás a temporada de 2023 e voltar a brilhar em 2024.