CEO da Liberty Media afirma que MotoGP não terá tantas mudanças como ocorreu na F1

A Liberty Media, nova proprietária da MotoGP, não pretende implementar mudanças radicais na categoria como fez na Fórmula 1 nos últimos anos.

O CEO da Liberty Media, Greg Maffei, afirmou em uma reunião com investidores que a MotoGP seguirá um caminho próprio. A compra da categoria de motovelocidade se soma à F1, adquirida pela Liberty Media em 2017.

Desde então, a Fórmula 1 passou por diversas renovações, incluindo a introdução das corridas Sprint e um foco maior no mercado norte-americano.

“Não vou criticar o que a F1 era, mas acredito que a MotoGP já está bem mais avançada”, disse Maffei. “De certa forma, talvez tenham observado a F1 e adotado algumas coisas, mas não tenho certeza se tudo funcionou.”

Uma grande mudança que já foi implementada na MotoGP, por exemplo, é o introdução das corridas Sprint, similar ao modelo da F1.

Maffei sugere que a estrutura da MotoGP precisa de melhorias, mas não de uma reformulação completa. “De certa forma, acho que eles estão bem mais avançados do que a F1 em 2017, mas ainda há espaço para se beneficiar das mudanças e aprimoramentos feitos nos últimos anos”, acrescentou.

“Acredito que haja espaço para melhorias conjuntas nos próximos anos, e vamos continuar buscando oportunidades. Portanto, não acho que haverá tantas mudanças quanto na F1, mas acredito que o potencial de crescimento é similar”, encerrou o CEO da Liberty Media.