Aston Martin anuncia Tina Hausmann para F1 Academy em 2024

A Aston Martin mostrou que está com planos bastante ambiciosos para a temporada 2024 da F1 Academy. Nesta semana, a equipe anunciou Tina Hausmann como a pilota que vai representar o time no grid do ano que vem, correndo pela Prema, além de ter Jessica Hawkins como responsável de corrida.

Suíça de 17 anos, a jovem competidora começou a competidor no kart ainda muito nova, quando tinha sete anos. Aos poucos, foi crescendo no esporte a motor e neste ano, disputou na Fórmula 4, conseguiu um pódio na Fórmula de Inverno Espanhola e foi campeã da categoria feminina da Fórmula 4 Italiana.

Enquanto isso, Jessica, envolvida com a Aston Martin desde 2021 como embaixadora da marca, vai aumentar ainda mais sua presença no time ao se tornar mentora e ajudar Tina tanto dentro e fora das pistas. Além de ter competido na W Series e ser a pilota dublê do novo filme do 007, a inglesa andou com um carro da equipe na Hungria, tornando-se a primeira mulher a pilotar um carro moderno da F1 em quase cinco anos.

“A F1 Academy é uma oportunidade incrível para mim; é uma categoria incrível da qual tenho orgulho de fazer parte. Sei que aprenderei muito que realmente me ajudará como pilota, incluindo a experiência que ganharei ao correr em sete novas pistas diante de grandes multidões. Será um mundo totalmente novo, mas estou muito animada para começar”, disse Hausmann em comunicado.

“Representar a Aston Martin é uma grande honra. Meu primeiro dia no AMR Technology Campus me mostrou como essa equipe é incrível. Já me sinto muito confortável lá e posso sentir o total apoio de todos. Ter Jessica Hawkins como mentora também é um benefício real, já que tem muitos conselhos valiosos para compartilhar. Inspirar a próxima geração de mulheres é algo extremamente importante para nós dois”, seguiu.

Já Hawkins apontou que “sempre gostei muito de ser mentora para jovens competidoras e estou ansiosa para trabalhar com a Tina agora que embarca nessa nova jornada animadora em sua carreira no automobilismo. Acho que a F1 Academy é um passo natural para ela e sei, de minha experiência, que competir em um estágio global vai trazer benefícios em muitas maneiras diferentes. Meu objetivo vai ser dar apoio à Tina durante o ano, tanto dentro quanto fora da pista, e vai ser uma grande curva de aprendizado, mas tenho certeza que ela irá acompanhar o seu ritmo.”