Arrancada na Stock: Fraga é maior pontuador da segunda parte da temporada

A temporada 2023 da Stock Car Pro Series alcança neste fim de semana (25 e 26/11), em Cascavel (PR), o momento esperado da definição dos finalistas que decidirão o título do campeonato em 17 de dezembro na Super Final BRB, no Autódromo de Interlagos, em São Paulo. Às vésperas da 11ª e penúltima etapa do calendário, os números obtidos pelos principais colocados da tabela refletem uma pontuação bastante linear por parte do líder, Gabriel Casagrande (A.Mattheis Vogel). Em contrapartida, Felipe Fraga (Blau Motorsport) desponta como principal concorrente do paranaense ao título em razão de uma arrancada fenomenal a partir de agosto.

Em dez etapas já disputadas na temporada, Casagrande registrou pontuação bastante semelhante quando se coloca lado a lado o que foi somado nas primeiras cinco rodadas (134, ou 48,03%) e nas cinco últimas (145, ou 51,97%), chegando a um total de 279 tentos.
Por sua vez, dos 248 pontos acumulados em sua campanha até agora, Felipe Fraga anotou 163 deles (ou 65,73%) nas últimas cinco rodadas, sendo o piloto do grid da Stock Car que mais marcou pontos neste período.

A arrancada de Fraga no segundo semestre tem como principal marco o mês de outubro. Em Buenos Aires e no Velocitta, o paraense criado em Palmas (TO) registrou a pole position, terminou a Corrida 1 na segunda colocação e conquistou o troféu Vivo Man of the Race como o maior pontuador das duas etapas, dando assim um importante salto no campeonato. De 11º na tabela depois de cinco etapas, Fraga escalou nove posições e hoje é o vice-líder e cresce no retrovisor do ponteiro Gabriel Casagrande.

De seu lado, Casagrande também apresentou um alto nível de pontuação neste período. Pole, vencedor da Corrida 1 e maior pontuador no Velopark, o jovem campeão de 2021 também conquistou a vitória na etapa argentina e acumulou ‘gordura’ na tabela, o que se reflete na vantagem que hoje é de 31 pontos para Fraga. Mas no cômputo geral o piloto da Blau conseguiu reduzir a diferença que já foi de 58 pontos para os atuais 31 – com 112 pontos ainda em jogo nas duas últimas etapas, em Cascavel no próximo domingo e Interlagos, dia 17 de dezembro.

Estrela ascendente — Quem também se destaca neste segundo semestre é o jovem Gianluca Petecof. Com 21 anos recém-completados, o paulista da Full Time Sports é o segundo piloto que mais marcou pontos nas últimas cinco etapas do campeonato, ficando somente atrás de Felipe Fraga e à frente até do líder do campeonato.

Dos 204 pontos acumulados na tabela da temporada, Gianluca marcou 147 deles (ou 72,06%) de agosto em diante, em números que refletem a grande fase e também o entendimento pleno da categoria e da pilotagem do carro. Neste recorte, Petecof conquistou todos os seus três pódios e foi o Vivo Man of the Race da etapa do Velocitta realizada em agosto.

Em oitavo no campeonato, Petecof chega a Cascavel com chances matemáticas de buscar uma vaga na final e se posicionar entre os candidatos ao título de 2023.

Confira abaixo quem mais pontuou nas primeiras cinco e nas últimas cinco etapas da temporada. Ao todo, o campeonato terá 12 etapas:

Primeiras cinco etapas:
1º – Thiago Camilo, 151
2º – Gabriel Casagrande, 134
3º – Daniel Serra, 131
4º – Cesar Ramos, 114
5º – Rubens Barrichello, 108

Cinco últimas etapas:
1º – Felipe Fraga, 163
2º – Gianluca Petecof, 147
3º – Gabriel Casagrande, 145
4º – Rubens Barrichello, 129
5º – Rafael Suzuki, 128

Classificação do campeonato, com indicação da pontuação total e da porcentagem de pontos obtida nas cinco primeiras e cinco últimas etapas disputadas:
1º – Gabriel Casagrande
Total: 279 pontos
Pontos nas cinco primeiras etapas: 134 (48,03%)
Pontos nas cinco últimas etapas: 145 (51,97%)

2º – Felipe Fraga
Total: 248
85 (34,27%)
163 (65,73%)

3º – Thiago Camilo
Total: 244
151 (61,89%)
93 (38,11%)

4º – Rubens Barrichello
Total: 237
108 (45,57%)
129 (54,43%)

5º – Daniel Serra
Total: 231
131 (56,71%)
100 (43,29%)

6º – Rafael Suzuki
Total: 221
93 (42,08%)
128 (57,92%)

7º – Ricardo Zonta
Total: 205
104 (50,73%)
101 (49,27%)

8º – Gianluca Petecof
Total: 204
57 (27,94%)
147 (72,06%)

9º – Ricardo Maurício
Total: 190
92 (48,42%)
98 (51,58%)

10º – Guilherme Salas
Total: 184
96 (52,17%)
88 (47,83%)