Filha de Gil de Ferran revela último ato do piloto

O mundo do automobilismo está de luto pela perda do piloto Gil de Ferran, falecido tragicamente aos 56 anos na Flórida, após sofrer um infarto fulminante. Mas em meio à dor, a família de De Ferran encontrou um momento de imensa emoção e coragem na lembrança de seu último ato.

Em um post comovente nas redes sociais, a filha de De Ferran, Anna, descreveu o falecimento do pai como ‘um exemplo da forma como ele vivia: apaixonado, cuidadoso e sempre colocando o bem dos outros acima de tudo’. Segundo Anna, De Ferran sofreu um ataque cardíaco enquanto pilotava com o filho Luke na pista The Concours Club.

“Embora tenha partido cedo demais, meu pai foi embora fazendo o que mais amava: Pilotar um carro de corrida com meu irmão Luke ao seu lado”, declarou Anna. “Ele nos deixou sem dor, e seu último ato foi frear para que meu irmão pudesse voltar para casa em segurança conosco naquela noite. Essa história, por si só, é um testamento ao nível de atenção, cuidado, altruísmo e amor que ele colocava em tudo que fazia”, escreveu ela, se referindo a um quase acidente na pista que ocorreu pouco antes do infarto.

O gesto heroico de De Ferran, mesmo em seus últimos momentos, reforça o legado de um piloto que sempre foi reconhecido por sua personalidade calorosa e dedicação à família. As homenagens ao bicampeão da CART (atual Indy) e vencedor das 500 Milhas de Indianápolis não param de chegar, vindas de amigos, fãs e outros ícones do automobilismo.

A tragédia deixou todos perplexos, mas a lembrança do amor e coragem de De Ferran, evidenciados em seu último ato, serve de conforto para a família e fãs. Gil de Ferran partiu deixando um vazio imenso, mas a chama de sua paixão pelo automobilismo e dedicação à família continuará brilhando na memória de todos aqueles que o amavam.