MotoGP: Quartararo diz que França foi 1º GP competitivo da Yamaha em 2024

Piloto da casa, Fabio Quartararo ficou próximo de um resultado bom no GP da França. No entanto, acabou por cair na prova principal enquanto ocupava a sexta posição. Porém, apesar de sair de Le Mans zerado, após ter sido o 10º na corrida sprint, ele vê o final de semana como bastante encorajador.

“Para ser honesto, estou feliz”, disse ele. “Estou feliz porque é a primeira corrida deste ano em que me sinto competitivo e que estou lutando com pilotos com quem lutei no passado, como Aleix Espargaró.”

“Eu estava vendo Maverick Viñales e Marc Márquez na minha frente. A 10 voltas do fim, caí. Então me sinto feliz. Foi a primeira vez que fiquei na sexta posição sem muitas quedas pela frente. Dei o meu melhor. Infelizmente caímos, mas demos 100%.”

“Fizemos uma grande mudança na moto no warm-up. A equipe esperava que eu dissesse ‘está completamente diferente’ ou ‘ruim’ ou algo assim; eles esperavam que eu sentisse uma grande diferença, mas foi uma pequena diferença para melhor”.

“Então corremos com esta moto. Para mim, parece que será a nossa nova base. E depois de segunda-feira teremos dois dias de testes em Mugello, por isso também teremos a oportunidade de comparar o acerto em pistas totalmente diferentes. Mas acho que pilotei muito bem e espero que possamos continuar assim.”

“O novo acerto dá um pouco de aderência, especialmente ao entrar numa curva, mas de forma ligeira. É claro que temos ideias sobre o que precisa ser melhorado, mas vai levar tempo. Mas estamos aprendendo passo a passo. Você pode ver da curva 5 à curva 6 que nossa moto sempre se move muito em comparação com os pilotos da frente. Estamos tentando melhorar essas coisas, e acho que estamos no caminho certo”.

“Mas foi a primeira corrida em que realmente conseguimos lutar. Isso, mentalmente, é bom e passo a passo estamos melhorando. Será um longo caminho, mas chegaremos lá”, concluiu o piloto.