MotoGP: CEO da Ducati diz torcer por Bagnaia, mas vê Márquez ”lutando até o fim”

Claudio Domenicali, CEO da Ducati, falou sobre a chegada de Marc Márquez à Ducati. Seguno o chefe da montadora italiana, A adição do espanhol fará com que todos os pilotos da marca melhorem.

“Marc vai nos fazer crescer ainda mais: nossos outros sete pilotos começaram a estudar sua forma de pilotar”, iniciou Domenicali.

“Ele será um estímulo, um exemplo. Todos vão melhorar. Vamos ter mais competição interna, complicará nossos adversários. Este ano Jorge Martín aprendeu muito com Bagnaia, Pecco fará o mesmo com Márquez.”

“Continuaremos a elevar o nível, você viu Fabio Di Giannantonio? Seis dos oito pilotos da Ducati venceram pelo menos um Grande Prêmio.”

“Apoio Pecco, continuarei esperando que o campeão de 2024 seja novamente Bagnaia: ele é italiano, corre na equipe oficial e há uma empatia especial por ele. Mas Marc é um campeão, se ele for bom o suficiente para merecer o título ficaremos felizes. Tenho certeza que ele lutará até o fim pelo mundial.”

Depois de ganhar 17 corridas em 2023, recorde na MotoGP, Domenicali acredita que isso sirva de estímulo para todos. “Parece impossível bater o recorde. Mas vamos tentar. Os nossos adversários pediram uma mudança nas regras a partir do próximo ano, caso contrário seremos fortes demais para eles”.

“O organizador os obrigou. Não há problema, no pelo contrário: para nós é a melhor campanha de marketing.”