“Não descarto, mas não há planos no momento”, afirmou Vettel sobre retorno à F1

Após a aposentadoria no final da temporada 2022 da Fórmula 1 e da já anunciada transferência de Lewis Hamilton para a Ferrari em 2025, o nome de Sebastian Vettel surgiu como possível substituto do heptacampeão na Mercedes.

Em entrevista ao Nzz.ch, Vettel descartou um retorno imediato à F1. “Fiquei surpreso com a transferência Lewis. Toto Wolff, chefe da Mercedes, não me ligou, mas trocamos algumas mensagens de texto. Por enquanto não é um problema para mim, pois aos 36 anos ainda tenho todo o tempo do mundo, então não está descartado”, afirmou o alemão.

Apesar de manter a porta aberta para um retorno no futuro, o piloto ressaltou que o momento é de foco em outros aspectos da vida. “Minhas prioridades mudaram. Acho que aprendi e entendi muito nesse ano sem correr, inclusive sobre mim mesmo. Estar do outro lado (fora da F1) me impactou bastante e me fez refletir. Por enquanto, não tenho planos concretos (de voltar)”.

Questionado se isso significa que descarta definitivamente a Fórmula 1, Vettel respondeu: “Não. Eu disse na época que não haveria um ‘não’ definitivo, porque acredito que tudo é um processo. Talvez chegue um momento em que eu diga: ‘Sim, eu quero voltar’. Quando eu estiver mentalmente preparado, para que de repente faça sentido novamente. Mas no momento, as coisas estão indo muito bem sem pilotar na F1, mas não há um ‘não’ definitivo, mas também não há um ‘sim’ definitivo”, encerrou o alemão.