Filme da F1 estrelado por Brad Pitt é adiado para 2025, revela Hamilton

Greves em Hollywood atrasam lançamento de filme sobre a Fórmula 1

Os fãs de Fórmula 1 ansiosos para ver o novo filme de Hollywood estrelado por Brad Pitt terão que aguardar um pouco mais devido às greves do SAG-AFTRA (Screen Actors Guild-American Federation of Television and Radio Artists) no início deste ano. Lewis Hamilton, que é coprodutor do filme ainda sem título sobre F1, espera que o lançamento ocorra apenas em 2025, devido às interrupções causadas pelas greves dos sindicatos de escritores e atores em Hollywood.

A greve do SAG-AFTRA, a primeira desde 1980, ocorreu em um impasse sobre remuneração e o uso de Inteligência Artificial nas produções. Após cinco meses de paralisação, um acordo foi votado pelos membros do SAG-AFTRA, encerrando as greves.

Consequentemente, várias produções de filmes e TV foram pausadas, incluindo o filme de F1. Quando questionado sobre o impacto no lançamento do filme, Hamilton disse à mídia, incluindo RacingNews365: “Provavelmente no início de 2025, eu imagino, com o trabalho de pós-produção que terão que fazer. Então sim, foi bastante atrasado.”

Além disso, planos de filmar uma cena no Grande Prêmio de Las Vegas foram descartados, enquanto grande parte da produção foi adiada para 2024. Pitt foi visto filmando cenas no Grande Prêmio da Grã-Bretanha, e a equipe fictícia APX GP também esteve presente em outras corridas, incluindo os Grands Prix da Hungria e dos EUA. O diretor Jerry Bruckheimer, conhecido por trabalhos em filmes como Top Gun e Piratas do Caribe, admitiu que as greves estavam “prejudicando” a produção, mas demonstrou apoio aos grevistas.