F1: Zhou confiante na recuperação da Stake em 2024

Após uma temporada bem abaixo do esperado na Fórmula 1 em 2023, Zhou Guanyu acredita que a Sauber, agora Stake F1 Team, pode reencontrar o caminho da competitividade que demonstrou no início de sua jornada na categoria em 2022.

Naquele ano a equipe surpreendeu ao capitalizar as mudanças de regulamentos na categoria, acumulando 51 pontos nos nove primeiros GPs. Contudo, à medida que os rivais foram reduzindo o peso de seus carros, a Alfa Romeo foi caindo na tabela de classificação, marcando apenas quatro pontos até o final da temporada.

Em 2023, a queda de rendimento continuou, com Zhou e Valtteri Bottas somando apenas doze pontos juntos, com a equipe caindo para o nono lugar no campeonato. Mas Zhou, que renovou seu contrato por um ano, está otimista com o novo carro e as mudanças internas no time.

“As tendências de desenvolvimento até agora estão de acordo com o que esperávamos”, disse Zhou ao Autosport. “Esperamos que os testes de pré-temporada nos permitam definir uma direção melhor para toda a temporada.”

O piloto chinês confia no trabalho liderado pelo ex-diretor técnico da McLaren, James Key, e acredita que a equipe pode voltar ao nível de performance do seu ano de estreia: “Tenho confiança na equipe e sinto que, neste ano podemos voltar ao nível de performance que tínhamos na minha primeira temporada na F1”, disse ele.

Zhou também reconheceu os pontos fracos do carro de 2023 e elogiou a rápida identificação das áreas de melhoria: “Na verdade, por volta do meio de 2023, nossa direção de desenvolvimento já estava clara. Em primeiro lugar, em temperaturas baixas ou quando a pista tinha menos aderência, muitas vezes tínhamos menos margem para melhorar em termos de temperatura dos pneus do que outras equipes. Em segundo lugar, havia algumas incertezas com o carro, como corrigir nas curvas com mais frequência do que na temporada de 2022.”

Com um calendário que inclui seu GP em casa, na China, Zhou está motivado para dar um salto à frente em 2024: “Definitivamente estou feliz por ter minha corrida em casa em Xangai. Não corri ou testei lá, mas poder fazer isso em casa me deixa ansioso. Foi uma pena não ter o GP da China nos últimos dois anos, mas finalmente posso realizar esse pequeno desejo em 2024”, encerrou o piloto chinês.

A Stake vai apresentar seu carro de 2024, o C44, em 05 de fevereiro em Londres. As expectativas são altas para a equipe que, além de brigar por pontos consistentes, se prepara para a chegada da Audi em 2026, que vai assumr 75% do time.