F1: Wolff fala sobre como soube da contratação de Hamilton pela Ferrari

O chefe da Mercedes, Toto Wolff, deu mais detalhes sobre como a surpreendente mudança de Lewis Hamilton para a Ferrari a partir da temporada 2025 da Fórmula 1, se desenrolou nos bastidores.

Hamilton deixará a Mercedes no final deste ano, encerrando seu longo relacionamento com a equipe alemã. Wolff afirmou que entrou em contato com o chefe da Ferrari, Fred Vasseur, antes do anúncio oficial, e após não obter resposta, desconfiou que Hamilton havia sido contratado pela Ferrari.

“Mandei uma mensagem para o Fred no WhatsApp dois dias antes e ele não respondeu, então eu imaginei que o negócio já estava fechado”, disse Wolff à imprensa. “Mas ele (Vasseur) não me contou. Lewis achou que era melhor ele mesmo me falar primeiro.”

Vasseur afirmou que ligar para Wolff após o anúncio foi tão difícil quanto informar Carlos Sainz que Hamilton ocuparia seu lugar no próximo ano. Quando perguntado se Vasseur fez um bom trabalho nessa ligação, Wolff brincou: “Não, ele não fez um bom trabalho!”

Wolff acrescentou que a decisão de Hamilton não afetou negativamente seu relacionamento com Vasseur.

“Somos amigos há muito tempo, e da mesma forma, sabemos que somos concorrentes nas pistas. É um equilíbrio que nem sempre é fácil, porque temos o dever e a obrigação de desempenhar ao máximo o nosso potencial pelo interesse da nossa equipe. É o que Fred fez nessa situação. Eu entendo a lógica. Obviamente, nem sempre é fácil em um relacionamento tão bom, saber como lidar com isso, mas não tem efeitos ou repercussões na relação que terei com Fred”, encerrou Wolff.