F1: Wolff escapa ileso após pequeno acidente em Ímola

Toto Wolff, chefe da equipe Mercedes de Fórmula 1, escapou ileso de um pequeno acidente no circuito de Ímola, na Itália, na última segunda-feira (11/03).

Wolff foi para Ímola, acompanhado de Andrea Kimi Antonelli, piloto júnior da Mercedes que atualmente corre na Fórmula 2, para um track day ao volante de um carro Mercedes AMG GT3 preparado pela AKM Motorsport, a equipe de San Marino dirigida por Marco Antonelli, pai de Kimi.
Wolff estava pilotando, quando perdeu o controle do carro na curva Rivazza, de acordo com porta-voz da equipe. A batida na barreira de proteção causou danos na parte frontal direita do carro, mas foi rapidamente reparado pela equipe.

Apesar do susto, Wolff não sofreu nenhum ferimento e pôde continuar o dia de testes. O dirigente austríaco tem larga experiência no automobilismo, tendo iniciado sua carreira de piloto em 1992, pilotando na Fórmula Ford austríaca, e também competiu no campeonato alemão. Ele venceu as 24 Horas de Nurburgring em 1994, e na sua carreira GT, terminou em sexto lugar na N-GT em 2002, vencendo uma corrida naquela temporada. Um ano depois, ele mudou para o GT italiano e venceu uma corrida em 2004, e venceu as 24 Horas de Dubai de 2006, em paralelo a um atemporada onde foi vice-campeão no Campeonato Austríaco de Rally daquele ano. Tudo isso, antes de assumir o comando da Mercedes na F1.

Wolff também detém o recorde da volta mais rápida em Nurburgring para um carro aspirado, estabelecido em 2009 enquanto pilotava um Porsche 911 RSR. Ele também sofreu ferimentos graves em um acidente no mesmo carro, quando um pneu estourou e o jogou direto na barreira de proteção onde bateu forte.

O incidente da última segunda-feira serve como um lembrete dos riscos inerentes ao automobilismo, mesmo para pilotos experientes como Wolff. Felizmente, neste caso, tudo não passou de um pequeno susto.