F1: Vowles pede confiança em investigações como a realizada pela Red Bull

James Vowles, chefe da Williams, defendeu a importância da confiança nas investigações internas realizadas na Fórmula 1. Esse posicionamento vem após Christian Horner, chefe da Red Bull Racing, ser inocentado de acusações de comportamento inadequado após uma investigação interna realizada pela empresa proprietária da equipe de F1, a Red Bull GmbH.

Horner foi oficialmente inocentado pela Red Bull GmbH na quarta-feira (28), após uma longa investigação. O caso envolvia acusações de uma funcionária da equipe, e desde o início, Horner negou veementemente as alegações.

Vowles foi o primeiro chefe de equipe da F1 a se pronunciar publicamente sobre o caso, pedindo celeridade na resolução. Agora, com o encerramento da investigação, ele acredita que a forma como a Red Bull conduziu o processo deve ser respeitada.

“Não tenho conhecimento dos detalhes do caso e seria incorreto comentar sobre isso”, disse Vowles à imprensa. “Entretanto, sinto duas coisas. Primeiramente, tenho responsabilidade com a Williams, e caso algo assim aconteça, quero garantir que investiguemos adequadamente, com um processo robusto e transparente ao público. Isso eu posso controlar, ao contrário do que aconteceu em outra equipe.”

“Confio que a Red Bull conduziu um processo rigoroso nessas circunstâncias. O que eu quero é que, como esporte, tenhamos orgulho de estarmos alicerçados em inclusão, abertura e transparência. Tudo o que peço é que tenhamos fé e confiança em todas as organizações que trabalham com os mesmos padrões”, finalizou o chefe da Williams.