F1: Verstappen lidera, mas corrida no México promete disputas acirradas

No Autódromo Hermanos Rodríguez, no coração da Cidade do México, a Red Bull Racing mostrou que é a equipe a ser batida. Max Verstappen dominou as duas sessões de treinos livres na sexta-feira, mas outros pilotos e equipes mostraram que a corrida pode ter surpresas.

A performance de Verstappen foi quase impecável. O holandês foi rápido desde sua primeira volta e só precisou parar nos boxes para ajustar “algo solto” perto de seus pés. Mesmo com essa pequena interrupção, o piloto da Red Bull declarou que seu dia foi “provavelmente um pouco melhor do que eu esperava”.

Seu companheiro de equipe, Sergio Perez, tem esperanças de desafiar Verstappen. Competindo em casa, o mexicano mostrou consistência ao longo das duas sessões de prática. A diferença de tempo entre os dois pilotos foi de apenas 0,3 segundos, uma das menores margens este ano.

Enquanto a Red Bull demonstra força, a McLaren não fica muito atrás. Lando Norris teve uma apresentação sólida e ficou a apenas um décimo e meio de Verstappen no tempo de volta mais rápido. O britânico e seu colega de equipe, Oscar Piastri, vêm mantendo a McLaren competitiva, com o time inglês se aproximando do ritmo de Mercedes e Red Bull.

O real adversário da McLaren parece ser a Mercedes. Os números sugerem que os carros prateados têm uma pequena vantagem em relação à McLaren. No entanto, a Mercedes enfrentou alguns desafios. Os dados indicam que, se considerada a evolução da pista, a equipe alemã pode ser o segundo time mais rápido em ritmo de corrida e classificação.

Falando em surpresas, não podemos ignorar as performances de Alex Albon da Williams, Daniel Ricciardo da AlphaTauri e Valtteri Bottas da Alfa Romeo. Todos mostraram potencial para surpreender e possivelmente alcançar o Q3.

Por último, mas não menos importante, a Ferrari, que liderou a última corrida, parece estar enfrentando dificuldades. Charles Leclerc admitiu que a equipe está “um pouco distante” este fim de semana em termos de ritmo, principalmente em curvas de baixa velocidade.

Resumindo, embora Verstappen e a Red Bull pareçam dominantes, o cenário é de uma das corridas mais competitivas da temporada. Com equipes como McLaren, Mercedes e até mesmo alguns corredores do pelotão intermediário mostrando ritmo forte, o Grande Prêmio do México promete ser emocionante do início ao fim.